ban
Pesquisa no Guia Pet




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e ReformarGuia da CulinariaGuia do Turismo e Lazer





submarino


voltar

Gatos e bebês humanos
Esperar um bebê não é motivo para se desfazer de seu gato. Tomando algumas precauções, ambos poderão conviver sem problemas. Veja algumas dicas.

Quando uma mulher descobre que está grávida, logo se preocupa com as implicações do seu estado e com a chegada do recém-nascido em casa.

Algumas futuras mães acham que o gato pode representar algum perigo para a sua saúde e para a do bebê. A verdade é que, se as normas de higiene não forem seguidas, de fato existe um certo perigo de se contrair toxoplasmose, uma doença causada por um parasita que pode ser transmitida através das fezes dos gatos. Uma mulher grávida deve sempre usar luvas descartáveis para trocar e limpar as bandejas higiênicas, e o melhor é que outro membro da família realize essa tarefa até que o bebê desmame.

Se estiver grávida, informe o seu ginecologista de que você tem um gato. Faça um exame de sangue para verificar se você é imune ou não à toxoplasmose. Mais de 40% das mulheres têm essa imunidade. Normalmente, gatos que vivem dentro de casa, nunca saem e comem somente alimentos feitos para eles não transmitem toxoplasmose.

Carne crua é uma fonte de infecção. E, se você for infectada durante a segunda semana de gravidez, isso poderá ser perigoso para o feto. Mesmo assim, se a infecção for detectada imediatamente, poderá ser tratada de maneira que a saúde do bebê não corra perigo. Uma gestante ou mãe de um recém-nascido não precisa deixar de acariciar seu gato, mas deve tomar as devidas precauções e lavar as mãos imediatamente depois de tocá-lo, especialmente se estiver amamentando seu bebê.

É normal que o gato sinta ciúmes do bebê. A situação é comparável ao da criança pequena que tem que aceitar um novo irmão ou irmã. Para que o gato comece a se acostumar com a mudança, em vez de permitir que ele se deite no seu colo, faça com que se deite em uma almofada ao seu lado. Igualmente, seu marido ou outra pessoa com quem você vive deverá mostrar bastante afeto com ele. Dessa forma, o gato saberá que continua sendo amado.

E, assim que o bebê puder engatinhar, ele se divertirá muito brincando com o gato.



Fonte: Whiskas














 
 
Guia Pet & Cia 2008-2017 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
Normas de uso - Política de privacidade

CSS válido! Valid XHTML 1.0 Transitional