ban
Pesquisa no Guia Pet




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e ReformarGuia da CulinariaGuia do Turismo e Lazer





submarino


voltar
<<< Anterior Próxima >>>


ESCOLHA O TAMANHO DA FONTE - A - A

15/06/2012
Cachorros precisam de cuidados especiais no inverno

Estação fria aumenta incidência de doenças respiratórias em cães e gatos, que, se não tratadas, podem ser fatais para os animais. Rotina de alimentação, banho e passeios também devem ser alteradas no inverno


O inverno está chegando e não são somente os humanos que sentem frio. Os animais também sofrem com o frio e precisam de cuidados especiais para evitar o surgimento de doenças típicas da estação.

A principal doença que afeta os animais nesse período é a gripe canina, também conhecida como tosse dos canis. Essa doença respiratória contagiosa é transmitida por vírus ou bactérias e apresenta os mesmos sintomas de uma gripe humana, com tosse, espirros, coriza e febre alta.

Se a doença não for tratada corretamente pode evoluir para uma pneumonia, afetando os pulmões e colocando em risco a vida do animal. ''Em alguns casos é preciso que o animal tome antibióticos e expectorantes, mas lembrando que a medicação por conta própria, especialmente com remédios para humanos, pode agravar o problema. A prevenção é o melhor remédio. Há a vacina para combater a Tosse dos Canis. O filhote deve receber duas doses da vacina e reforçar a proteção anualmente'', destaca a veterinária Dra. Valéria Correa, responsável e diretora técnica do Grupo Pet Center Marginal.

De acordo com a especialista, além da vacinação, outros detalhes fazem a diferença para o bem-estar do animal durante o inverno. Nos dias de frio e chuva os animais devem ficar em locais secos e com caminhas e cobertores.

Problemas osteoarticulares, como artrose, calcificações na coluna ou hérnia de disco, que acometem cachorros idosos, também se agravam com as baixas temperaturas. É preciso manter o animal aquecido.

Os animais de pelo curto sentem mais frio e surge a necessidade de colocar roupas. ''É preciso cuidado ao escolher a roupa adequada, pois ela deve ficar confortável, sem tirar a mobilidade animal'', diz Dra. Valéria.

O banho deve ser dado com água quente, de preferência em locais especializados. No momento da secagem é preciso atenção para que o animal não fique úmido, o que contribui para o surgimento de micose e outras doenças de pele. ''Dar banho mais de uma vez por semana no animal é prejudicial para cachorros e gatos, pois tira a proteção natural que eles tem na pele. A tosa também precisa ser feita com cautela no inverno. O indicado é levar o animal apenas para aparar os pelos com tesoura ou a tosa higiênica'', conclui Dra. Valeria.

Dicas para os cachorros no inverno
  • Evitar dar banhos no inverno, ou reduzir a freqüência, ou utilizar produtos “Banho a Seco” que promovem uma higienização a seco sem que o animal fique úmido;
  • Evitar tosa baixa no inverno, visto que a pelagem é uma forma de proteção do frio;
  • Levar o animal para passear em horários mais quentes para evitar corrente de ar gelado.





  • Fonte: Target



    COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA







     
     
    Guia Pet & Cia 2008-2017 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
    Normas de uso - Política de privacidade

    CSS vlido! Valid XHTML 1.0 Transitional